Para a esmagadora maioria da população mundial, fezes servem apenas para tirar o que há de ruim no nosso organismo e ir descarga abaixo, e o mesmo serve para fezes de animais. Entretanto, há alguns tipos de cocôs que valem uma boa grana e são raros, podendo ser utilizados para a criação de produtos valiosos!

10. Ambergris

(Fonte: Twitter/@Zajel_oman)

O Ambergris é feito dentro de baleias que comem parte de polvos e outros peixes e conseguem digeri-los. Quando isso ocorre, essa comida fica dentro do intestino e é coberta por Ambergris, que pode ficar por anos dentro da baleia, apenas crescendo e, depois, saindo por meio de vômito ou cocô!

Em 2016, três pescadores encontraram um pedaço de 80 kg de Ambergris e venderam por US$ 3 milhões!

9. Fezes de Piero Manzoni

(Fonte: Oddity Central/Helene Bagger)

O artista Piero Manzoni, famoso por suas excêntricas obras de arte, mandou que enlatassem “amostras” de suas fezes e as vendessem. Uma lata foi vendida por US$ 108 mil, outra por US$ 242 mil.

Augusto Bonulami, que trabalhava com Manzoni na época que as latas foram feitas, disse que o artista colocou apenas gesso, para provar que todo amante da arte compraria qualquer coisa que ele chamasse de arte, porém, os compradores não abriram até hoje com medo que a peça perdesse o valor!

8. A cueca de Elvis

(Fonte: PA Photos/Dave Thompson)

Em 2012, foi leiloada uma cueca que Elvis teria utilizado durante um show, debaixo do macacão, em 1977. Uma descrição dizia que a cueca estava apenas manchada na área da virilha, mas outra garantia que ela estava era manchada de fezes! A peça foi vendida por 5 mil libras. Os leiloeiros queriam vende-la por 10 mil, mas ninguém ofereceu tal valor.

7. Cocô fossilizado

(Fonte: I. M. Chait Gallery/Reprodução)

Em 2012, um homem desenterrou um coprólito (fóssil de fezes) com 102 cm. O fóssil veio de um animal não identificado, que vivia em Washington, há milhões de anos. Ele foi a leilão em 2014, e acabou vendido por US$ 10.370.

Alguns críticos, entretanto, acreditam que não era realmente um coprólito, mas sim uma mistura de cinzas vulcânicas que entraram em um pântano e tomaram aquela forma, se transformando em argila.

6. Esterco de elefante

(Fonte: Kaboompics.com/Pexels)

O cocô dos elefantes que vivem no Triângulo Dourado da Tailândia é usado para fazer o café Marfim Negro, o mais caro do mundo. Apenas uma xícara deste cafezinho custa cerca de US$ 50!

O produtor do café diz que seu diferencial é o sabor naturalmente não amargo, pelos grãos colhidos das fezes terem sido processados no ácido do estômago do elefante. Além disso, o sabor é alterado pela cana-de-açúcar e outros alimentos que os elefantes consomem.

5. Guano

(Fonte: Wikpédia/Acatenazzi)

Esse é o nome dado para o excremento das aves marinhas e morcegos, usado como fertilizante. O seu valor é tão alto, que o Peru financiou boa parte do seu orçamento com a exportação do Guano.

A guerra das Ilhas Chincha, entre o Peru e a Espanha, foi travada por conta do Guano que existia no local. Hoje, o país sul-americano não financia mais seu orçamento pelo cocô dos pássaros, mas ele ainda é muito utilizado pelos agricultores locais.

4. Cocô de Panda

(Fonte: Wikipédia/J. Patrick Fischer)

Um professor na China chamado Um Shi, inventou um processo para que agricultores usassem fezes de panda como fertilizante. O professor garantia que o chá fertilizado com o cocô do Panda preveniria o câncer. Porém, o problema é que Shi esperava que o quilo do chá custasse a bagatela de US$ 69 mil, se tornando o chá mais caro do mundo!

O projeto acabou empacado, e ninguém conseguiu comprovar se o chá realmente preveniria o câncer e muito menos como ele chegou a um valor sem nem produzir o chá antes!

3. Café de cocô de gato

(Fonte: Pexels/Reprodução)

Mais um café feito de esterco! Dessa vez o nome do café é Kopi Iuwak, a bebida é feita com grãos colhidos do esterco do gato Civeta, criado em fazendas na Filipinas. Esses gatos seriam alimentados apenas com café, e criados de forma desumana. Sua xícara chega a custar US$ 90, nos EUA.

Provadores de café já mostraram que o sabor do Kopi é algo exagerado, não tem realmente nada demais e, em testes cegos, já ficou em quarto lugar!

2. Cocô de Jacu

(Fonte: Sea Island Coffee/Reprodução)

Jacu é um pássaro que tem suas fezes utilizadas para fazer sabe o que? Café! O pássaro é brasileiro, e um fazendeiro resolveu fazer o mesmo teste com ele do café Kopi Iuwak, depois de ver o Jacu comendo grãos de café. Então, ele procurou os grãos não digeridos no cocô do pássaro e lançou seu café de Jacu!

Atualmente, o quilo do café está custando 700 libras esterlinas! O que é equivale atualmente a R$ 3.548,00!

1. Coprólito de Lloyds Bank

(Fonte: Wikimedia/Linda Spashett)

Em 1972, um grupo de trabalhadores encontrou um pedaço de cocô humano de 20 cm de comprimento por 5 cm de largura, durante uma obra. Historiadores garantem que o excremento pertencia a alguém de tinha sérios problemas intestinais e que estava há dias sem conseguir ir no banheiro, antes de fazer essa pérola!

A peça hoje vale cerca de US$ 39 mil, mas não está a venda. Apenas está sendo exibida no Jorvic Viking Center, em York.