Você já deve ter ouvido milhares de vezes aquele velho ditado popular de que é melhor estar só do que mal acompanhado, não é mesmo? No entanto, ao que tudo indica, existe fundamento nesse papo, pois, de acordo com Kate Pickles, do portal Daily Mail, um estudo apontou que é muito mais benéfico para a saúde ficar solteiro do que insistir em permanecer em um relacionamento ruim.

Segundo Kate, a pesquisa foi conduzida por cientistas da Universidade de Buffalo, em Nova York, e envolveu casais jovens que residem em regiões rurais do estado de Iowa. Além disso, os participantes eram provenientes de famílias nas quais os pais permaneciam casados, e a maioria ainda era solteira.

Antes só...

Originalmente, os pesquisadores queriam descobrir se a nova tendência de adiar os casamentos e dar preferência a relacionamentos mais casuais tinha algum impacto na saúde das pessoas. Para isso, os cientistas fizeram perguntas sobre a qualidade dos relacionamentos dos participantes, abordando questões sobre a forma como eles lidavam com o criticismo, seu nível de comprometimento e sobre sua satisfação com a troca de apoio e afeto.

Shutterstock

Os cientistas também perguntaram como os companheiros dos participantes se portavam fora do relacionamento e se eles apresentavam algum comportamento arriscado quando estavam sozinhos. Segundo os pesquisadores, a análise das respostas revelou que quanto mais tempo os participantes permaneciam em relacionamentos positivos, melhor era o seu estado de saúde.

A mesma correlação foi notada nos participantes que não permaneciam muito tempo em relacionamentos ruins. Além disso, a pesquisa apontou claros efeitos negativos sobre a saúde das pessoas que mantinham relacionamentos de má qualidade — demonstrando que, pelo menos no que diz respeito ao bem-estar geral, é muito melhor estar só do que mal acompanhado!