1. Aumentaria o número de bactérias que se alimentam do açúcar em seus dentes

2. O açúcar ativaria áreas do seu cérebro para pedir ainda mais refrigerantes

3. Mais de 5 mil calorias extras entrariam no seu corpo toda semana

"A última vez que eu comi salada foi nunca"

4. Seu peso pode aumentar: o consumo excessivo de refrigerantes é responsável por até 1/5 do sobrepeso da população, que costuma combinar essa bebida com outros produtos ultracalóricos, como hambúrgueres e batatas fritas

5. Como o xarope de milho, presente na maior parte dos refrigerantes, não é metabolizado pelo estômago nem pelo intestino, isso aumenta os riscos de problemas hepáticos, como gordura no fígado, e cardíacos, como infartos

6. Refrigerantes não estimulam a produção dos hormônios insulina e leptina, o que faz aumentar o seu apetite e o risco de diabetes

7. Muitos refrigerantes chamados de dietéticos possuem açúcares artificiais, o que também aumenta o seu apetite

8. Refrigerantes em excesso também podem apressar o processo de envelhecimento dos telômeros, que formam as extremidades dos seus cromossomos. Ou seja, você fica mais velho tanto quanto se fosse um fumante!

9. Independente da sua idade, o excesso de refrigerantes pode aumentar sua arritmia cardíaca e causar desmaios

10. O excesso de frutose e cafeína vai diminuir o potássio em seu corpo, causando fadiga, cãibras, espasmos musculares, cólica e diarreia

***

Parar de beber refrigerantes pode ser mais fácil do que você imagina: eu mesmo passei por isso no ano passado e tive resultados incríveis. E se você ainda tiver curiosidade sobre os efeitos de uma Coca-Cola em seu corpo, pode ler um artigo em que mostramos o que acontece dentro de seu corpo assim que você ingere um copo da bebida. Lembre-se: a sua saúde é o seu bem mais precioso. Cuide bem dela!

*Publicado em 18/02/2016