No próximo dia 8 de fevereiro, domingo, milhões de pessoas no mundo inteiro vão acompanhar a edição de número 50 de um dos maiores eventos esportivos do planeta: o Super Bowl. No ano passado, nós publicamos aqui no Mega algumas curiosidades impressionantes sobre esse evento da NFL, a Liga Americana de Futebol.

O artigo citado mostra alguns dados que podem dar uma noção da grandeza que o Super Bowl representa para os estadunidenses. No mundo, o esporte vem ganhando cada vez mais adeptos, o que faz o evento se tornar ainda maior a cada ano. O jogo que define o time campeão da temporada de futebol americano teve a sua primeira edição em 1967 e os números e fatos que envolveram aquela partida mostram uma realidade muito diferente da atual.

Quarterback do Green Bay Packers aquece antes do início do jogo

Por isso, para homenagear a 50ª edição do evento, nós apresentamos 16 curiosidades incríveis sobre a primeira edição do Super Bowl, disputada pelas equipes Green Bay Packers, que se sagrou campeã, e Kansas City Chiefs. A lista é baseada em uma publicação do site All That Is Interesting. Confira abaixo os fatos e o quanto esse esporte cresceu ao longo de 50 temporadas:

1. O primeiro Super Bowl, na verdade, tinha outro nome. A nomenclatura oficial do evento era “First A.F.L.-N.F.L. World Championship Game” (“Primeiro Jogo do Campeonato Mundial A.F.L.-N.F.L.”) — AFL e NFL eram as duas principais ligas de futebol americano dos Estados Unidos, e a criação da partida entre os vencedores de ambas marcou a unificação da Liga Nacional do esporte. O termo “Super Bowl” era usado de maneira informal por algumas pessoas. ­

2. No jogo, 33 mil lugares acabaram não sendo vendidos. Isso representava aproximadamente um terço da capacidade do estádio.

Espectadores presentes no estádio durante a 1ª edição do Super Bowl

3. Pessoas que moravam a até 120 km de distância de Los Angeles, local onde o jogo foi disputado, não puderam acompanhar a final pela TV, pois a transmissão televisiva era proibida nessa proximidade. A medida era adotada pela NFL com o intuito de estimular a venda de ingresso para os jogos.

4. Naquele ano, duas emissoras de televisão puderam transmitir a partida ao vivo ao mesmo tempo. Isso só voltaria a acontecer em 2007. A primeira edição do Super Bowl foi mostrada pelas redes CBS e NBC.

5. O evento possuía um preço de US$ 40 mil para cada 30 segundos de intervalo comercial. Para 2016, os preços se iniciam em US$ 5 milhões (R$ 20 milhões) pelo mesmo tempo de propaganda.

Chutador do Kansas City Chiefs aquece antes da partida começar

6. A audiência televisiva total foi de 51,18 milhões de espectadores na partida de 1967. Em 2015, estima-se que 114,5 milhões de americanos assistiram ao evento pela TV.

7. Um dos pontos de maior diferença para a situação atual é com relação aos preços dos ingressos. Em 1967, as pessoas pagavam somente entre US$ 6 e US$ 12 para assistir ao jogo no estádio. No ano passado, a média de preços variou entre US$ 800 e US$ 1,9 mil por entrada, sendo que no mercado de revenda o valor variou de US$ 4,5 mil a US$ 20 mil.

8. Na partida válida pelo primeiro Super Bowl, os dois times usavam bolas diferentes quando estavam no ataque. Como vinham de ligas diferentes e disputavam a partida final pela primeira vez, ambas as equipes foram autorizadas a usar os objetos com os quais estavam acostumadas. As bolas utilizadas tinham tamanhos e formatos diferentes.

O 1º touchdown da história dos Super Bowls

9. Max McGee era wide receiver reserva do Green Bay Packers. Certo de que não iria nem participar do jogo, ele desrespeitou o toque de recolher e ficou bebendo em um bar, até altas horas da madrugada, na noite anterior ao jogo. McGee foi chamado para substituir um dos atletas titulares que havia se machucado e entrou em campo para marcar o primeiro touchdown da história do Super Bowl. Para você ter noção da situação em que o jogador se encontrava, ele teve que emprestar o capacete de um companheiro de equipe porque tinha esquecido o seu no vestiário.

10. Tradicionalmente, o Super Bowl recebe pelo menos um artista para realizar um show musical no intervalo do jogo. E assim aconteceu em 1967, quando o trompetista de jazz Al Hirt se apresentou no estádio. Junto com ele, 300 pombos e 10 mil balões foram soltos na apresentação.

O trompetista de jazz Al Hirt

11. O reinício da partida no segundo tempo teve que ser repetido no campo. O motivo é que a rede de televisão NBC não retornou do comercial a tempo de transmitir o primeiro chute de saída.

12. Como medida de praxe para corte de gastos na época, tanto a CBS quanto a NBC acabaram por apagar as fitas que continham o jogo gravado na íntegra. Por muito tempo se pensou que o jogo havia se perdido na História.

13. Essa situação só mudou em 2005, quando um registro do jogo foi achado no sótão de um cidadão da Pensilvânia.

Algumas imagens do jogo estão mais escuras que outras

14. Ele pediu, para a NFL, US$ 1 milhão pela gravação. A liga não aceitou pagar o alto valor.

15. O advogado do dono da fita argumentou que esse valor era justo, baseando-se na quantia cobrada pelo tempo de comercial nos Super Bowls ocorridos recentemente. Na ocasião, o mesmo valor solicitado era gerado por meros sete segundos de propaganda no ar.

O placar final da primeira partida válida pelo Super Bowl

16. A fita do homem da Pensilvânia foi utilizada para recriar uma versão completa do jogo neste ano de 2016. Como não estava completa, algumas outras fontes tiveram de ser utilizadas para se obter uma gravação com o jogo integral.

..........

O vídeo com um compacto de imagens e a íntegra da narração do jogo válido pelo 1º Super Bowl da História está disponível no YouTube, e você pode assistir abaixo:

O que mais te atrai em acompanhar o futebol americano? Comente no Fórum do Mega Curioso