Somos humanos e temos marcas: celulites, estrias, rugas, cicatrizes, tatuagens, pintas, marcas de nascença. Pensando nesse último tipo, este que já nasce com a gente, foi que a fotógrafa Linda Hansen decidiu trabalhar e criar um ensaio único e impactante.

Ao registrar pessoas com suas marcas de nascença, ela busca mostrar que elas existem e que não há nada de errado com isso. Talvez não faça parte do seu cotidiano, mas quem tem marcas visíveis, especialmente no rosto, acaba ouvindo muitas perguntas ofensivas – “seu namorado te bateu?”, “você derrubou tinta na cara?” e “tem batom no seu rosto?” são algumas delas.

Para seu trabalho, a fotógrafa dinamarquesa buscou pessoas que têm marcas rosadas ou vermelhas e, ao fotografá-las, espera mostrar a beleza dessas pessoas, tão únicas quanto suas marcas. Veja as fotos a seguir:

“Eu quero confrontar. Quanto tempo você teve que olhar? Quando você começou a ver os outros detalhes na foto? O nariz, as roupas com o caimento um pouco errado. Todos os pequenos detalhes que são realmente importantes. Quando você olha muito para a pessoa, a marca não se torna mais interessante. Eu comparo com ter uma tatuagem: é curioso, ou uma marca especial com uma história. É bonito”, disse a fotógrafa, em declaração publicada no Bored Panda.

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!