A Austrália é mundialmente famosa por suas praias e ondas de classe mundial, que seduzem surfistas dos quatro cantos do planeta e se tonaram cenário de diversos campeonatos profissionais do esporte. Porém, algumas ondas australianas atraem um público que nem sempre está tão ligado às águas, mas, sim, às formações geológicas. Pode parecer estranho, mas na costa oeste do país, próximo à cidade de Perth, há uma reserva que oferece um espetáculo natural bem inusitado: ondas de rochas.

Com mais de 100 metros de extensão e passando dos 14 metros de altura, Wave Rock é uma das formações rochosas mais impressionantes da terra dos cangurus. Acredita-se que o granito que compõe a onda tenha por volta de singelos 2,7 bilhões (sim, bilhões!) de anos e que um desgaste subterrâneo contínuo tenha dado a forma à rocha, antes mesmo que ela viesse para a superfície.

Por conta de ser formada por faixas de granito cinza e vermelho, a Wave Rock tem uma grande variação de cores em toda sua formação. Isso fica ainda mais acentuado por causa do carbonato e do hidróxido de ferro depositados com o passar do tempo pelas chuvas da região. É comum que turistas visitem o ponto diversas vezes ao dia para checar o efeito que a variação na luz durante o dia tem sobre a onda rochosa.

Além da monumental Wave Rock, a reserva australiana tem diversos outros atrativos, como a King Rocks (uma escultura gigante), The Humps e The Hippos Yawn (uma formação que parece o bocejo de um hipopótamo), entre outras formações. Essa região é de grande importância para os aborígenes, o povo nativo do país, que associa as maravilhas naturais à sua cultural ancestral.