Não é de hoje que Gregório Duvivier faz críticas à situação política do país tanto em sua coluna na Folha de São Paulo quanto nas esquetes do “Porta dos Fundos” e, claro, em suas redes sociais. Entre os principais alvos das críticas de Duvivier estão os políticos da bancada evangélica, como Marco Feliciano e Jair Bolsonaro.

Durante sua participação no programa Pânico, da Rádio Jovem Pan, o ator divulgava o filme “Contrato Vitalício” ao lado dos atores Rafael Portugal e Gabriel Totoro, quando a produção do programa informou que Marco Feliciano estava querendo entrar em contato com Duviver e esclarecer algumas questões. Não deu outra: a equipe passou o telefone da rádio para o pastor e, em questão de minutos, os dois protagonizaram um bate-boca histórico. Veja:

A seguir, compilamos algumas das melhores aspas da entrevista, com direito aos GIFs de cada momento:

Feliciano: “O Duvivier é um garoto muito esperto, muito inteligente, e os louros dele precisam ser aplaudidos”

Aplaudam os louros

Feliciano: “O problema do Duvivier é que ele mente muito, rapaz. Esse rapaz precisava ter um pouquinho mais de juízo”

Desajuizado

Feliciano: “Quando ele diz que não é do PT – onde é que já se viu isso? Assume, amigo! Ele é mais petista do que qualquer um de nós. Ele é mais vermelho do que o próprio Fidel Castro”

Denúncia: mais vermelho que o Fidel

Feliciano: “O meu problema com o Duvivier é que eu queria saber por que é que ele não faz uma charge com o Islã, com o Estado Islâmico, com Maomé. Por que faz só com o Cristianismo?”

Por quê?

Duvivier: “Bom... Porque não tem nenhum deputado islâmico roubando meu dinheiro, senhor”

=)

Feliciano: “O brasileiro está precisando sorrir. O politicamente correto destruiu o nosso país, essa é a verdade. O politicamente correto acabou conosco”

=O

Duvivier: “Sabe o que destruiu nosso país, senhor? A bancada evangélica”

Hadouken

Duvivier: “Você é o primeiro a rir de católico. Tem todo um número que você faz no YouTube, fica rindo de católico, de gente que... De que Jesus Cristo morreu para ficar em peito de vagabunda”

Vixe!

Feliciano: “Esse vídeo aí que todo mundo fala, como o vídeo do cartão de crédito, são vídeos gravados 22 anos atrás – eu era outro homem, eu tinha outro pensamento... Se eu pudesse voltar no tempo, não teria falado aquela porcariada porque eu amadureci”

Porcariada

Feliciano: “Quando nós fizemos aquele evento e eu pedi aquele cartão de crédito, foi uma brincadeira, nós estávamos num Teleton nosso. Havia acontecido lá no Haiti um terremoto. Nós estávamos levantando, naquele momento, uma oferta entre os irmãos para a reconstrução de oito escolas”

Teleton?

Duvivier: “Eu achei que você tinha se arrependido de falar isso”

?

Feliciano: “Eu já pedi pro Duvivier vir fazer um debate comigo, mas um debate sem deboche, porque ele é um rapaz inteligente, assim como o Fábio Porchat. O Fábio Porchat e ele fizeram tanta palhaçada com as pessoas neste país que um dia o pai do Fábio Porchat entrou lá em Brasília tremendo. Chamou quem? A bancada evangélica”

Mas será o Benedito?

Duvivier: “Isso é mentira. Por que que você mente tanto?”

Uia!

Feliciano: “Rapaz, você tem um monte de vídeo seu pedindo voto para a Dilma”

Duvivier: “Quê? Quando? Me diz um vídeo”

Tudo culpa do PT

Duvivier: “Quando que eu pedi voto para a Dilma? Você está dodói”

Dodói (rs)

Duvivier: “Não teria o menor problema em ser [petista] porque é um partido, e não é crime ser filiado a um partido – é crime desviar dinheiro público, como o senhor sabe”

Sobre crimes

Feliciano: “Inclusive parece que vocês aí estão na mira do Ministério Público com esse filme. Toma cuidado. A Lei Rouanet tá na mira”

Sempre a Rouanet

Duvivier: “Esse filme não tem Lei Rouanet, ô, estúpido, tem Lei do Audiovisual”... “Da próxima vez, pesquise um pouquinho mais antes de falar besteira”

Treeeeeeeeeeeeeeta!

Feliciano: “Vocês falam besteira a toda hora”. Duvivier: “Não falamos, não. A gente faz humor. Você confunde besteira com humor”

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa

Duvivier: “Não fale em nome de 110 milhões de pessoas, porque o senhor é uma vergonha para muito evangélico”

Dando de dedo!

Duvivier: “Sabe por que a gente mexe com cristão? Porque tem uma bancada evangélica imensa que impede a aprovação de qualquer lei progressista no Brasil”

...

Feliciano: “Eu queria te convidar pra bater um bom papo nós dois, cara a cara, e gravar. Vamos mostrar para todo mundo quem somos nós dois”

Convitinho

Duvivier: “O único problema é que eu tenho, como é que se chama? Eu tenho mais o que fazer”

Não tá fácil

Feliciano: “Eu quero ser seu amigo. Eu quero compreender e aprender com você e quem sabe você, se tiver humildade, também aprender comigo”

Será que rola?

***

E aí, será que sai uma amizade pura e verdadeira desse belíssimo diálogo?