Todo mundo conhece a regra: não coloque metal no forno de micro-ondas ou você precisará comprar um novo pelos danos que isso poderá causar. Porém, essa informação que muita gente alerta pode estar errada, segundo o que explicou o pessoal do Gizmodo. Saiba porque logo abaixo.

Como funciona

O forno de micro-ondas funciona graças aos magnétrons, que são as válvulas eletrônicas responsáveis por transformar energia elétrica em ondas eletromagnéticas. Esta tecnologia, originalmente projetada para sistemas de radar militares, gera ondas de alta frequência geralmente em torno de 2,5 gigahertz.

Essa frequência é a ideal para ser absorvida pelas moléculas de água, gordura e de açúcar dentro de matéria orgânica. E esta energia faz com que elas vibrem em velocidades muito altas, o que por sua vez gera o calor que realmente prepara a comida. Ao contrário do que muita gente pensa, as micro-ondas não cozinham o alimento de dentro para fora.

Shutterstock

As ondas, na verdade, apenas penetram cerca de uma polegada e meia nos alimentos. São as propriedades condutoras da carne e dos vegetais que aquecem todo o caminho. Os elementos exteriores apenas transportam o calor para o interior. É por isso que é melhor cozinhar grandes pedaços de carne com potência reduzida, por períodos mais longos, para garantir que o alimento fique cozido por igual.

Porém, como é de conhecimento geral, o ar em torno do alimento não aquece como nos fornos convencionais, o que pode ser ótimo em alguns casos, mas em algumas preparações não é possível obter a crocância e um tom dourado visto na outra forma de preparo comum.

Metal em um forno de micro-ondas

Os recipientes feitos de cerâmica, plástico ou vidro não absorvem as ondas na frequência utilizada e, consequentemente, não aquecem muito dentro deste forno. Já o metal, por outro lado, reflete efetivamente a energia de micro-ondas. É por isso que, curiosamente, o interior de cada forno é composto por uma caixa de metal, que impede que as micro-ondas se espalhem e cozinhem o que está por perto.

Acontece que qualquer folha de metal lisa – quanto mais espessa, melhor – pode ser usada com segurança no forno de micro-ondas porque elas agem como as paredes de metal planas: elas refletem as ondas. Segundo o Gizmodo, uma folha metálica (de alumínio) poderia ser usada para proteger partes da comida, impedindo que ela cozinhe demais.

Inclusive, se fosse colocada embaixo de uma pizza congelada, a folha de metal poderia ajudar a dourar suas bordas, refletindo energia adicional contra a parte inferior do alimento. Mas alguém tem coragem de testar? De qualquer forma, utensílios como panelas, tigelas e formas de metal estão totalmente proibidas de entrar no forno de micro-ondas.

Preste atenção em faíscas

Já aconteceu de você colocar algo no micro-ondas e ver faíscas saltando dos alimentos? Às vezes, o campo eletromagnético dentro do forno pode ficar um pouco confuso e gerar pequenos arcos de descarga elétrica. Isso pode ser causado por alimentos comuns como cenoura (quando cultivadas em solo rico em minerais) e até por uma simples salsicha, quando o sal e os aditivos não são devidamente misturados.

Muita gente observa as faíscas saindo também dos frisos dourados ou prateados de pratos de porcelana. Agora, se por acaso, você colocar uma folha meio amassada de papel alumínio no forno, você poderá dar um adeus definitivo ao aparelho.

Tudo porque, ao contrário das paredes resistentes de micro-ondas, os pequenos, finos e pontiagudos pedaços da folha de alumínio amassado não conseguem suportar o fluxo de energia e rapidamente aquecem até pegar fogo. Quaisquer bordas enrugadas finas do papel alumínio permitem esse efeito.

Se o erro for detectado a tempo, você pode evitar o pior retirando imediatamente o pedaço de papel do forno. Agora, se o material foi esquecido cobrindo alguma tigela com uma refeição que você estava preparando ou apenas esquentando, e você foi para a sala assistir TV enquanto isso, provavelmente a combustão do alumínio vai causar danos irreparáveis ao aparelho e, provavelmente, estragar outras partes da sua cozinha com as chamas.

Para não haver enganos, o USDA dá algumas dicas:

  • Use apenas a folha nova e lisa de papel alumínio, pois a folha enrugada pode provocar faíscas e chamas;
  • Cubra não mais do que 1/4 dos alimentos com papel alumínio;
  • Não faz diferença qual lado da folha (brilhante ou fosco) é voltado para fora;
  • Não coloque a folha mais próxima do que um centímetro das paredes do forno;
  • Se você vir faíscas, retire imediatamente a cobertura de alumínio.

* * *

De qualquer forma, quando se trata de micro-ondas, o melhor é não mexer em time que está ganhando, não é verdade? O Mega Curioso esclarece o fato cientificamente para vocês, mas só recomenda que você teste o uso de folha de maneira totalmente segura. Em todos os casos, continue usando apenas vidro, plástico ou cerâmica, além dos utensílios específicos para o micro-ondas.