Não é de hoje que alguns pesquisadores estudam a ação de adoçantes artificiais no corpo humano. Já se sabe, por exemplo, que eles têm a capacidade de alterar as bactérias do intestino humano e, por causa disso, fazer com que o consumidor acabe ganhando peso. Além dos quilinhos extras, alguns adoçantes artificiais podem elevar as taxas de açúcar no sangue e, inclusive, são considerados substâncias cancerígenas.

A Pepsi parece ter reconhecido esses fatores como verdadeiros e anunciou que os refrigerantes dietéticos da marca não terão mais aspartame em sua composição. A novidade foi divulgada nesta sexta-feira (24) e, de acordo com o jornal The Verge, o ingrediente “do mal” vai ser removido de todos os produtos da marca.

Mudança

Um porta-voz da marca explicou que a mudança foi feita com base em, pedidos dos consumidores de Pepsi Diet dos EUA. O aspartame será substituído por outros adoçantes artificiais: sucralose e acessulfame de potássio.

É verdade que esses adoçantes não são naturais também, mas o que os diferencia do aspartame é o fato de que eles não têm efeitos controversos no corpo humano. A novidade será estampada nas latas da Pepsi, que trarão a mensagem “Agora é livre de aspartame”. Enquanto isso, a Coca-Cola, maior concorrente da marca, continua a fabricar seus produtos com a temida substância e, ao que tudo indica, não há previsão de mudança. E aí, o que você achou dessa ideia?