Você já deve ter ouvido falar a respeito da — controversa — Cientologia, certo? Conforme explicamos em uma matéria anterior aqui do Mega Curioso, basicamente, se trata de uma busca espiritual e religiosa baseada nos conceitos de autoaperfeiçoamento e autoconhecimento proposta pelo escritor de ficção científica L. Ron Hubbard na década de 50.

Entre os seus principais conceitos estão a necessidade de acabar com a tristeza, cultivada através de memórias negativas — ou “engramas” —, e o cuidado com a essência espiritual humana (ou alma), chamada de “thetan”. No entanto, de acordo com Callie Stewart, do portal All That Is Interesting, os seguidores da Cientologia acreditam em uma série de outros conceitos inusitados, e você pode conferir cinco dos mais malucos a seguir:

1 – Xenu

A história que você está prestes a “aprender” só pode ser ensinada aos seguidores da Cientologia após eles se tornarem membros avançados — e gastarem milhares de dólares para isso. A criação da religião está ligada à figura de Xenu (ou Xemu), o ditador de uma antiga organização composta por 76 planetas, incluindo a Terra, chamada Confederação Galáctica.

Xenu, o vilão da Cientologia

O problema é que, depois de 20 milhões de anos de existência, os mundos começaram a enfrentar sérios problemas por conta do excesso de habitantes. Assim, temendo que pudesse sofrer um “impeachment” devido à crise populacional, Xenu decidiu reunir alguns bilhões de cidadãos, paralisar todo mundo e mandar todos para Teegeeack — ou seja, para o planeta Terra.

Fim traumatizante

Uma vez aqui, o ditador jogou os corpos congelados no interior de vulcões e destruiu quase todos eles em uma série de explosões nucleares para poder liberar e, então, capturar suas thetans. Depois, Xenu impregnou as almas com uma porção de informações negativas, incluindo conceitos relacionados com todas as religiões. O ditador malvado acabou sendo capturado por suas ações, e o nosso planeta se transformou em uma prisão da Confederação.

2 – Evolução humana

É claro que o “causo” acima não combina com a teoria da evolução de Darwin! Segundo L. Ron Hubbard, a história humana é muito mais complicada. Como as thetans são entidades eternas, elas armazenam experiências e traumas de vidas passadas e, consequentemente, os humanos guardam memórias subconscientes de existências ancestrais — incluindo quando eram meros átomos, organismos fotossintéticos, células em processo de divisão celular, moluscos etc.

Sem pé nem cabeça

E, falando em moluscos... De acordo com Hubbard, foi a partir deles que os humanos evoluíram, já que, para ele, as articulações das conchas se transformaram nas articulações dos nossos maxilares. Como prova da nossa ligação com esses animais, o criador da Cientologia pede que os cientologistas descrevam a um leigo a história — meio sem pé nem cabeça — da morte de um molusco sem dizer que estão falando desse triste processo especificamente.

L. Ron Hubbard, o idealizador da doutrina

Hubbard sugere que os “não iniciados” imaginem um bichinho, perdido em uma praia, abrindo e fechando sua concha rapidamente. Segundo ele, alguns ouvintes podem se sentir mal durante o relato e inclusive ter sensação de dor em suas maxilas — por vezes, durante vários dias. Sendo assim, segundo ele, invocar o molusco ancestral que existe dentro de nós pode ter um efeito enorme em nossas vidas. Nós avisamos que a história era sem pé nem cabeça!

3 – Auditorias espirituais

Sabe as almas da história de Xenu? Então! Elas têm um papel muito importante na Cientologia, já que os seguidores acreditam que cada ser humano é dotado de uma thetan — e que ela deve ser purificada das ações nefastas do ditador (lembra que ele impregnou todas com informações negativas?).

Tudo culpa dele!

Para isso, os seguidores da Cientologia devem purificar suas almas por meio de auditorias espirituais. Essas sessões são uma das principais práticas da religião e têm como propósito “limpar” as thetans de todas as influências ruins — as engramas que mencionamos no início da matéria —, para que os seguidores consigam elevar sua consciência espiritual e alcançar seu potencial máximo.

Ele deve ter finalizado sua auditoria espiritual

A “faxina” completa normalmente requer inúmeras sessões e, evidentemente, elas custam um bocado de dinheiro. Segundo as estimativas, a limpeza completa pode custar perto dos US$ 130 mil (ou cerca de R$ 450 mil), e os líderes da Cientologia garantem que, se as auditorias forem conduzidas direitinho, os resultados são excelentes — contanto que a pessoa passando pelo procedimento realmente deseje mudar sua vida.

4 – Almas operantes

Mas a coisa não termina com o fim das auditorias e a faxina geral da thetan. Depois de finalizar as sessões, os seguidores aprendem como controlar o potencial de suas almas e se tornam o que a Cientologia chama de Thetans Operantes. Quando atingem esse estágio, os cientologistas não obedecem mais aos limites de seu corpo nem do Universo físico — e passam a ser capazes de controlar a eles mesmos e o ambiente que os rodeia.

Muitas almas

Além disso, existem vários níveis de Thetans Operantes, e cada um permite que os seguidores da Cientologia ganhem cada vez mais poder e conhecimento — contanto que eles paguem boas somas de dinheiro a cada novo estágio. Por certo, sabe a história sobre o maligno Xenu? Só quem alcança o nível 3 pode aprender sobre o que ele aprontou com os pobres habitantes da Confederação Galáctica.

*Publicado em 17/5/2016