Ontem nós falamos aqui no Mega sobre algumas mudanças de rotina que fazem bem para quem tem algum tipo de transtorno de ansiedade – entre elas, estava valorizar hobbies e coisas que se faz por prazer, como cozinhar ou ler um bom livro.

Hoje vamos falar de novo sobre a importância de cultivar atividades prazerosas e criativas, mesmo que ansiedade não seja uma questão a ser resolvida para você,

Fazer qualquer tipo de atividade artística, ainda que você não seja a pessoa mais talentosa de todas, é algo que está ligado à diminuição dos níveis de estresse e, de acordo com um estudo da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, esse tipo de atividade aumenta nossa sensação de bem-estar.

Liberte seu lado artista!

crochê

Atividades como tricotar, cozinhar, fazer crochê, preparar geleia, pintar, desenhar, escrever e tocar algum tipo de instrumento musical foram citadas especificamente como capazes de nos proporcionar bem-estar por tempo prolongado.

Essa afirmação foi feita com base em um estudo que entrevistou 658 universitários ao longo de 13 dias, para saber como eles se sentiam de acordo com as atividades que exerciam. As respostas revelaram que os dias seguintes aos que os universitários fizeram algo de criativo eram os dias nos quais eles se diziam mais positivos.

Não é à toa, portanto, que clínicas de saúde mental costumam promover atividades artísticas e culinárias como forma complementar do tratamento de doenças como a depressão. Acredita-se que uma explicação para o fato de que essas atividades nos deixam bem está na ideia de que, ao produzir algo com as próprias mãos, conseguimos compartilhar o resultado com algumas pessoas – isso vai desde presentear alguém com algo que você fez até preparar um jantar especial para alguns convidados.