O daltonismo é uma alteração genética que dificulta a capacidade de distinguir corers. Ele se manifesta de diversas maneiras: algumas pessoas não conseguem distinguir cor nenhuma, enquanto outras têm dificuldades de reconhecer apenas os verdes e os vermelhos, por exemplo.

Confira abaixo 9 curiosidades sobre essa condição!

1) Nome

O daltonismo tem esse nome porque foi o naturalista, químico e matemático John Dalton que o identificou, em 1794.

a

2) Mais presente em homens

Ainda que o daltonismo seja transmitido por um alelo recessivo ligado ao cromossomo Y, apenas 0,5% das mulheres o manifestam. Por outro lado, 8% dos homens são daltônicos.

3) Genético e hereditário

A dificuldade de reconhecer cores têm a ver com a coloração da nossa retina: se os fotorreceptores da retina não tem a pigmentação necessária, deixamos de distinguir as cores faltantes. Essa modificação é genética e hereditária.

4) Tipos diferentes

Os daltônicos acromáticos são aqueles que não enxergam cores em geral. Eles veem apenas branco, preto e tons de cinza.

5) Limitações

Em alguns países, daltônicos não podem dirigir. Considera-se que eles não terão como ver as cores de um semáforo, por exemplo.

a

6) Profissão perigo

Do mesmo modo, em alguns lugares, pessoas daltônicas não podem assumir cargos como policiais, bombeiros ou pilotos.

7) De um lado só

A dicromacia unilateral é o que acontece quando alguém é daltônico em apenas um olho, e o outro olho enxerga as cores normalmente.

8) Teste

O teste mais comum para reconhecer o daltonismo se chama teste de cores de Ishihara, criado em 1917, e é composto por 38 lâminas coloridas em que o paciente deve identificar números.

9) Famosos daltônicos

Alguns famoso que são daltônicos são Keanu Reeves, Paul Newman, Mark Twain, Bill Clinton e Mark Zuckerberg.

a