Pois é, existem diversos costumes populares um tanto suspeitos que as mães passam aos filhos, porém às vezes eles realmente deviam ser abolidos por completo. Esse é o caso de uma jovem colombiana de 22 anos que aceitou o conselho de sua mãe de utilizar batatas (sim, isso mesmo) como modo contraceptivo. A jovem mulher colocou o vegetal dentro da própria vagina, pois, segundo sua mãe (e sabe-se lá de onde ela tirou isso), esse é um método eficaz para não ficar grávida.

O resultado? A jovem foi internada em um hospital da região com fortes dores estomacais. Quando os médicos realizaram exames, constataram que uma batata estava dentro do corpo da mulher e que, aparentemente, estava germinando e criando raízes no organismo dela. Essa história bizarra foi contada pelo website Colombia Reports, um dos grandes portais de informação do país.

Quando questionada pelos médicos, a jovem disse o seguinte: “Minha mãe disse que se eu não quisesse ficar grávida, deveria colocar uma batata lá embaixo, e eu acreditei”. A enfermeira que analisou o corpo da jovem primeiro disse que ficou claro que raízes estavam nascendo dentro da garota. É provável que o ambiente úmido e quente tenha favorecido tal crescimento.

O importante é que os médicos confirmaram que danos maiores não ocorreram no organismo da moça. A equipe do hospital repreendeu os conselhos da mãe, o que só revela como determinadas comunidades não possuem um mínimo de educação sexual. Maria Eugenia Rosselli, socióloga do Ministério Colombiano de Educação, disse que a falta de conversas esclarecidas sobre sexo entre pais e filhos faz com que exista um espaço vazio de informação.