Um bom usuário da internet sabe que certos memes têm origens das mais inusitadas e bizarras. E quem está ligado nos vídeos que estão sendo compartilhados nas redes sociais e nos aplicativos de comunicação já reparou que um tipo específico viralizou recentemente: alguém faz uma coisa perigosa, que poderia até levar à morte, e a ação é interrompida por "coveiros dançarinos" que carregam um caixão enquanto uma música eletrônica toca com toda animação.

Memes geralmente são meio malucos, mas esse nos leva à questão: onde diabos conseguiram imagens de um funeral tão animado? De onde vêm esses registros de pessoas dançando e carregando um caixão, situação em que geralmente todos estão desconsolados?

Trata-se de uma cena de um documentário feito pela BBC sobre um fenômeno cultural de Gana, o país africano onde as famílias contratam condutores de caixão — e não coveiros — que animam a despedida de um ente querido com todo estilo.

Eles têm coreografias personalizadas e perguntam aos contratantes que tipo de apresentação querem que seja feita com o caixão do falecido. Segundo o grupo, mais de 100 jovens, homens e mulheres, foram tirados do desemprego trabalhando nessa função.

De onde veio o meme?

O meme nasceu recentemente, no fim de fevereiro, originalmente no aplicativo TikTok. O usuário khvicha pegou um vídeo que mostra uma manobra extremamente arriscada de esqui na neve e no momento do possível acidente fatal emendou a cena dos condutores de caixão dançantes ao som da canção Astronomia, uma música eletrônica de 2010 do artista Tony Igy — essa versão e um remix feito por Vicetone são as mais populares no vídeo viral.

A partir daí, uma infinidade de novas produções foram surgindo. Algumas delas, mais elaboradas ainda, intercalam à cena potencialmente perigosa uma imagem dos condutores de caixão apenas observando e aguardando o fim trágico da sequência. O resultado é sempre o esperado: quando o FAIL acontece, lá está o grupo dançando com o caixão do coitado. Que maldade!

(Mas eu ri...)